Living by faith

A JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ E PAZ COM DEUS-JUSTIFICADOS, POIS, MEDIANTE A FÉ, TEMOS PAZ COM DEUS POR MEIO DO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO;POR INTERMÉDIO DE QUEM OBTIVEMOS IGUALMENTE ACESSO, PELA FÉ, A ESTA GRAÇA NA QUAL ESTAMOS FIRMES;E GLORIAMO-NOS NA ESPERANÇA DA GLÓRIA DE DEUS. (Rm.5.1-2) NÃO HÁ ARRECADAÇÃO FINANCEIRA EM NOME DESTE BLOG. APÓS A LEITURA DOS ARTIGOS, APENAS EXPONHO O NÚMERO DAS CONTAS BANCÁRIAS DE AGÊNCIAS DE MISSÕES E MISSIONÁRIOS PARA QUE VOCÊ CONTRIBUA COM AMOR, SE ASSIM DESEJAR!

MARTIN LUTHER KING, ANTES DE MORRER RECONHECEU QUE O SEU SUCESSO FOI GRAÇAS AO APOIO DE BILLY GRAHAM - FONTE: PORTAL PADOM.

Martin Luther King, antes de morrer reconheceu que o seu sucesso foi graças ao apoio de Billy Graham | Gospel > Portal Padom.

martin luter king Martin Luther King, antes de morrer reconheceu que o seu sucesso foi graças ao apoio de Billy Graham O Rev. Martin Luther King Jr., foi um importante ativista pelos direitos humanos e igualdade nos Estados Unidos. Ele era também pastor protestante, nasceu em Atlanta, no dia 15 de janeiro de 1929, e morreu assassinado no dia 04 de abril de 1968 em um hotel da cidade de Memphis. Se estivesse vivo, ele teria completado ontem 83 anos.
De acordo com o portal Carisma News, antes de sua morte, King teve um encontro com evangelista Billy Graham, a quem considerava seu amigo e reconheceu que o seu sucesso foi graças ao apoio do evangelista.
King atribuiu a Graham um papel importante na redução na tensão entre brancos e negros no sul. Em 1965, Graham, cancelou uma turnê na Europa para pregar em uma serie de cruzadas no Alabama, orando para que o Evangelho derrubasse os muros da divisão racial, e acompanhava a importância do trabalho que King fazia.
Depois disto, King disse: “Se não fosse pelo ministério de meu bom amigo, o Dr. Billy Graham, meu trabalho e o movimento dos direitos civis não teria sido tão bem sucedido como foi”, reconheceu o reverendo.
Durante o movimento pelos direitos civis, Graham pregou, “Jesus não era um homem branco, ele não era um homem negro. Ele veio daquela parte do mundo que afeta a África, Ásia e Europa. O cristianismo não é uma religião do homem branco, não deixe ninguém lhe dizer que é branco ou preto. Cristo pertence a todas as pessoas, Ele pertence ao mundo todo”.
Graham estava na Austrália quando ocorreu o assassinato de King. Ele lembra o momento em que alguém se aproximou dele com a notícia. “Eu estava quase em choque. Não só foi perder um amigo através de uma morte cruel e sem sentido, mas os Estados Unidos estava perdendo um líder social e um profeta, e eu senti que sua morte seria uma das maiores tragédias da nossa história.”.
Ao refletir sobre como o seu pensamento mudou ao longo dos anos, Graham escreveu: “Eu não posso apontar para qualquer acontecimento ou crise intelectual que mudou minha opinião sobre a igualdade racial. Eu fiz amizade com estudantes negros, e eu me lembro bem de um deles entrar no meu quarto um dia e falar com a profunda convicção da necessidade do EUA por uma justiça racial.”.
“No entanto, o meu estudo da Bíblia, que finalmente me leva a concluir não só que a desigualdade racial é um mal, mas que os cristãos devem demonstrar amor a todas as pessoas”, disse Graham.
“Eu tenho um sonho”, disse Martin Luther King, Jr. no dia 28 de agosto de 1963, “… que um dia esta nação se levantará e viverá o verdadeiro significado de sua crença – nós celebraremos estas verdades e elas serão claras para todos, que os homens são criados iguais.”.
Em uma descrição de uma reunião em Nova York realizada em 1957, Graham escreveu em sua autobiografia: “Uma noite com o líder dos direitos civis, o Dr. Martin Luther King, Jr, a quem tive o prazer de conhecer e contar como um amigo deu uma eloqüente oração de abertura de um culto, veio ao meu convite, um dos refugiados de nossa equipe durante a cruzada para ajuda a entender a situação racial na America com mais detalhe.”
Martin Luther King, Jr. entrou no ministério cristão e foi ordenado em fevereiro de 1948 na Igreja Batista Ebenezer, em Atlanta, com a idade de 19. Em 1954, ao ter completado seus estudos de pós-graduação na Universidade de Boston, aceitou o chamado para servir na Igreja Batista Dexter Avenue em Montgomery, Alabama.
Renunciou esta posição em 1959 para retornar à Atlanta para dirigir as atividades da Conferência da Liderança Cristã do Sul.
De 1960 até sua morte em 1968, também atuou como co-pastor com seu pai na Igreja Batista Ebenezer.
O presidente dos EUA, Barack Obama, juntamente com a primeira dama, Michele Obama e sua filha mais velha, Malia Obama, participaram na manhã de domingo (15) em uma atividade comunitária, para homenagear o aniversário, de vida e o legado do Dr. King.
O presidente Obama, disse “não há melhor maneira de celebrar o Dr. King, do que servir a comunidade”, e disse que “ninguém é incapaz de servir, que não seja capaz de ajudar alguém.”
A campanha de King contra a segregação levou a Lei dos Direitos Civis de 1964, a tornar ilegal a segregação racial.
O mundo precisa de homens, o Dr. Billy Graham , o Rev. Martin Luther King, Jr. e Rev. David Wilkerson… Para lutar pelas causas sociais e pregar o evangelho de Jesus Cristo aos cativos. Onde estão estes homens em nossa Geração? Alguém se habilita?
  • fonte:Portal Padom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJAM BEM VINDOS EM NOME DO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO!!!

O SEU COMENTÁRIO, É MUITO IMPORTANTE PARA APERFEIÇOAR ESTE BLOG...TINA DE JESUS - ERNESTINA P. REIS...

Postagens populares; Aqui você encontra as postagens mais lidas de cada mês, Seja bem vindo(a)

link-me: ajude-me divulgar trabalho de Missionários(as) e agências de Missões do Brasil e no Mundo